Archive

Archive for November, 2006

Usando Qemu+Kqemu

11/16/2006 6 comments

Estive tendo problemas com o Vmware e o vmware-player em minha máquina do trabalho e constantemente preciso testar regras do firewall simulando máquinas na minha rede interna ( rede dos orea seca ) ou testar novas aplicações sem afetar minha máquina.
Então resolvi instalar o Qemu+Kqemu, pesquisando na wiki page de documentação do Ubuntu encontrei um how to muito legal, nele havia um script criado pelo andrejkw que fazia todo o trabalho “sujo” só que no Breezy e no Dapper.
Aos troncos e barrancos consegui instalar o bicho, aproveitei para dar uma guaribada no script e o adaptei para o Edgy Eft.

Quem quiser instalar o Qemu+Kqemu+DHCP Patch clique aqui.

Se quiser um gerenciador gráfico para o Qemu clique aqui

Agora alguns comando básicos

Para criar uma imagem com 1G

qemu-img create imagem.img 1G

Para iniciar o Qemu com suporte a cdrom, kqemu e com 512 Mb de ram

qemu -localtime -hda imagem.img -cdrom /dev/cdrom -boot d -kernel-kqemu -m 512M

Essa é para quem for instalar o W2k/WinXP

qemu -localtime -hda imagem.img -cdrom /dev/cdrom -boot d -kernel-kqemu -m 512M -win2k-hack

Para quem estiver usando o gerenciador gráfico os comandos -kernel-kqemu e -win2k-hack devem ser adicionados no campo argumento adicional da aba emulador

Categories: Uncategorized Tags:

Compilando o kernel no Ubuntu Linux

11/14/2006 40 comments

Do que vale possuirmos um sistema livre no maior sentido da palavra e não podermos usufrir de um dos pré-requisitos mais valiosos que existe na GPL que é a liberdade de adaptar o código fonte de um programa de acordo com nossas necessidades.

Este artigo irá ajudar você a adaptar o kernel do linux as suas necessidades.

Inicialmente vamos alterar o link do shell padrão para o /bin/sh já que por default ele aponta para /bin/dash

sudo rm -f /bin/sh

sudo ln -s /bin/bash /bin/sh

Instale os pacotes necessários para a compilação do kernel

sudo apt-get install kernel-package libncurses5-dev fakeroot wget bzip2

Baixe a fonte do kernel e o patch para o vserver

cd /usr/src

sudo wget http://www.kernel.org/pub/linux/kernel/v2.6/linux-2.6.18.2.tar.bz2

sudo wget http://www.13thfloor.at/vserver/d_rel26/v2.1.1/patch-2.6.18.2-vs2.1.1.diff.bz2

Descompate o arquivo e crie um link para o diretório linux

sudo tar xjf linux-2.6.18.2.tar.bz2

sudo ln -s linux-2.6.18.2 linux

cd /usr/src/linux

Aplique o patch para habilitar o uso do vserver no kernel. O primeiro comando irá simular a aplicação do patch, não havendo nenhum erro use o segundo comando.

sudo bzip2 -dc /usr/src/patch-2.6.18.2-vs2.1.1.diff.bz2 | patch -p1 –dry-run

sudo bzip2 -dc /usr/src/patch-2.6.18.2-vs2.1.1.diff.bz2 | patch -p1

Aproveite a configuração do kernel atual como base para o nosso kernel customizado

sudo cp /boot/config-`uname -r` ./.config

Agora inicie o menu de configuração do kernel

make menuconfig

No menu acesse a opção Load an Alternate Configuration File e pressione OK, para escolher o arquivo com a atual configuração do kernel

Navegue nas opções do kernel e escolha as configurações desejadas.

Eu por exemplo modifiquei os seguintes itens:

Processador de 486 para Athlon

Desabilitei o suporte a:

– Firewire
– Pcmcia
– MCA
– EISA
– ISA
– Drivers de placas de rede 10000/1000 e WAN
– Telefonia
– Fibra
– RAID
– Kernel Hacking

Após fazer as alterações desejadas salve e saia

Vamos agora compilar e instalar o novo kernel. Após o –append-to-version você pode adiconar seu nome ou qualquer string que facilite a identificação, por exemplo eu escolhi alex.

sudo make-kpkg clean

sudo fakeroot make-kpkg –initrd –append-to-version=-alex kernel_image kernel_headers

Agora vá tomar um banho, tomar café, ler a wiki page do Time de Documentação por que o processo demora.

Se não surgir nenhum erro 2 ( dois ) arquivos serão criados no diretório /usr/src

cd /usr/src

ls -l

linux-headers-2.6.18.2-vs2.1.1-alex_2.6.18.2-vs2.1.1-alex-10.00.Custom_i386.deb

linux-image-2.6.18.2-vs2.1.1-alex_2.6.18.2-vs2.1.1-alex-10.00.Custom_i386.deb

Agora só precisamos instalar os pacotes .deb com o velho e bom dpkg

sudo dpkg -i linux-headers-2.6.18.2-vs2.1.1-alex_2.6.18.2-vs2.1.1-alex-10.00.Custom_i386.deb

sudo dpkg -i linux-image-2.6.18.2-vs2.1.1-alex_2.6.18.2-vs2.1.1-alex-10.00.Custom_i386.deb

Ao finalizar a instalação dos pacotes reinicie o micro

sudo shutdown -r now

Após a inicialização confirme o kernel que está em execução

uname -r

2.6.18.2-vs2.1.1-alex

Pronto agora você está rodando um kernel customizado para sua arquitetura.

Categories: Uncategorized Tags:

Ajudar não dói!!!

11/14/2006 1 comment

A IBM está patrocinando a World Commmunity Grid com a infraestrutura de um super cluster comunitário, este projeto pretende utilizar o tempo ocioso de máquinas de todo o planeta em prol de projetos que beneficiem o futuro da humanidade.

A WCG é uma organização criada para colaborar com importantes pesquisas científicas relacionadas à saúde e a questões biológicas e ambientais.

Algumas pesquisas realizadas por essa instituição:

• Pesquisas sobre antigas e novas doenças infecto-contagiosas como HIV/AIDS, febre do Nilo Ocidental, botulismo, tuberculose, malária, varíola, antraz, entre outras.
• Pesquisa genômica.
• Pesquisas sobre a cura do câncer, mal de Alzheimer e outras doenças.
• Pesquisas sobre desastres naturais e fome.
• Pesquisa astronômica.

Para participar do projeto faça o download de um agente que irá integrar sua máquina a rede da WCG, junto com o agente será instalado também um gerenciador, com ele você poderá acompanhar todo o andamento do projeto e também poderá incluir outros projetos como o SETI@home.

Vejam os projetos que usam essa mesma tecnologia:

* Astronomia/Fisica/Quimica
o Quantum Monte Carlo at Home
o LHC@home
o Einstein@home
o Spinhenge@home
o SETI@home

* Biologia e Medicina
o SIMAP
o Predictor@home
o Tanpaku
o Malariacontrol.net
o Rosetta@home
o World Community Grid

* Matemática e jogos estratégicos
o SZTAKI Desktop Grid
o Rectilinear Crossing Number
o Riesel Sieve
o Chess960@home

* Ciências Terrestres
o Seasonal Attribution Project
o Climateprediction.net
o BBC Climate Change Experiment

Como diria o Eek! “The cat”

Ajudar não dói!!!

Categories: Uncategorized Tags:

Driver Nvidia 9629

11/09/2006 2 comments

Segue o procedimento de instalação do driver Nvidia 9629

Importe a chave Gpg

wget http://albertomilone.com/drivers/tseliot.asc

gpg –import tseliot.asc

gpg –export –armor albertomilone@alice.it | sudo apt-key add –

Adicione o repósitorio no sources.list

sudo gedit /etc/apt/sources.list

Repositório Ubuntu Edgy 32 bits

deb http://albertomilone.com/drivers/edgy/nonlegacy/32bit binary/

Repositório Ubuntu Edgy 64 bits

deb http://albertomilone.com/drivers/edgy/nonlegacy/64bit binary/

Após adicionar o repositório salve as modificações e saia

Agora digite

sudo apt-get update

Para atualizar o driver instalado

sudo apt-get dist-upgrade

Aviso: Existe um bug que afeta o driver 9629 e as placas de vídeo com chipstet NV2x GPUs ( por exemplo Geforce 3 and 4) . Valeu Andre Noel!!!!

A INSTALAÇÃO DESSE DRIVER É POR SUA CONTA E RISCO!!!

Veja também:

Documentação Pt_BR
Documentação Inglês

HowtoForge

Categories: Uncategorized Tags:

Entrevista com Mark “The Chief” Shuttleworth

Leiam essa entrevista do Mark Shuttleworth dada a CNET News.com. Segue as palavras do Antonio Fonseca

” ….para quem procura informações, direto da fonte, sobre as estratégias e os planos da Canonical para essa que é uma das distribuições Linux mais queridas e a que mais cresce em adoção na atualidade.

Se tivesse que condensar o conteúdo dessa entrevista certamente eu o faria utilizando apenas duas palavras “coerência” e “ousadia”.

Boa Leitura!

Categories: Uncategorized Tags:

Falha no Nvidia

11/03/2006 2 comments

Nova vulnerabilidade foi encontrada no pacote:

* nvidia-glx do Ubuntu Dapper, Edgy

Para mais detalhes e correções acessem a seção Alertas na wiki page do Time de Segurança Ubuntu-BR

Categories: Uncategorized Tags:

Usando o Iptables a nível de aplicação e como IDS

O Luciano Godoy escreveu um artigo interessante ensinando como configurar o iptables para tratar o tráfego na camada de aplicação e com IDS vale a pena dar uma lida.

Categories: Uncategorized Tags: