Home > Uncategorized > Telefônica: Negligência x Contingência

Telefônica: Negligência x Contingência

O caso Telefônica ocorrido nesta quinta-feira fez com que a luz de alerta acendensse e abrisse nossa mente para alguns questionamentos:

– Será que estamos tão dependendes da tecnologia que esquecemos que existe vida sem ela?

– Instituições financeiras e governamentais confiam tanto que esqueceram de fazer o dever de casa?

– Enquanto estamos sem internet devemos cruzar os braços e proclamar um feriado?

O que vi nos noticiários me deixou estarrecido pricipalmente por que todas estas instituições sejam elas governamentais ou privadas possuem CIOs, CSOs, Analistas e outras pessoas responsáveis por manter a TI em fucnioanemnto e me estranha nenhum deles pensarem numa palavrinha CONTINGÊNCIA.

O plano de continuidade de negócios faz parte de qualquer framework de boas práticas em TI, acho estranho um banco como o Itaú não possuir este planejamento. O plano de continuidade de negócios não é nada menos do que qualificar os riscos, pontuá-lo e planejar ações que podem ser corretivas ou contigenciais.

Espero que após este desastre os Os da vida pensem bem no prejuizo causado a população pela falta de planejamento, por ter confiado em um único fornecedor, pela falta de redundância …..

E deixo aqui um questionamento:

SERÀ QUE ESTAMOS FAZENDO O DEVER DE CASA?

  1. 07/04/2008 at 4:34 PM

    Concordo contigo, e acrescento. Estas instituições só funcionam se estiverem online? Será que muito dos transtornos causados principalmente no caso do PoupaTempo não poderiam ser resolvidos em papel? Ou será que estamos assim tão dependentes da rede?…

  2. Agail Sanches
    07/04/2008 at 5:34 PM

    Olha você foi de uma sensatez absurda, parabéns por indagar com tamanha propriedade um assunto a muito esquecido e tratado com relapso. O Bug do milênio é a qualquer momento a vida pode parar por causa de um “A pagão” tanto Aéreo, como energético ou de telecomunicações isso é um absurdo.

  3. Radical Livre
    07/04/2008 at 9:20 PM

    100% certo. trabalho numa empresa financeira e se eu ficar um dia inteiro sem link eu certamente perco meu emprego. essa situação já aconteceu conosco e os usuários nem notaram. Minha preocupação é tanta que chego a investigar o quão independentes um dos outros são os backbones e as últimas milhas das empresas que me prestam este serviço. Se tiver qualquer coincidência, desqualifico.
    Um banco do tamanho do Itaú e um governo do tamanho de São Paulo não poderiam ter passado por isto.

  4. 07/05/2008 at 8:41 PM

    Eu havia pensado algo parecido com isso, mas voltado para o lado pessoal. Estava pensando em bolar um post questionando essa dependência q as pessoas possuem da tecnologia e não só “nós”, que a desenvolvemos, mas as pessoas “comuns”.

    Esse lado q vc pensou é mto interessante, mas eu já vivenciei um pouco disso e posso lhe dizer o seguinte: mtos até tentam isso e fazem seu dever de casa, mas grande parte não consegue, pois o responsável mais acima não suporta o fato de ter q colocar a mão no bolso para tratar isto.

    Abraços!

  5. Helio Costa.
    07/06/2008 at 1:26 AM

    Gostaria de parabenizar o senhor Ministro das Telecomunicações Helio Costa por estar fazendo um trabalho m%$#. Infelizmente este senhor é fraco, como os outros! Ele aparece no jornal dizendo que a rede é frágil. Já até sei de quem será a culpa no final desta história, a do pobre operador, sim aquele mesmo em que as empresas dizem estar pagando o salário de mercado. Realmente estas empresas de Telecom são uma zona! O caso da Internet me faz lembrar o caso do apagão, quando a Ministra Dilma Roussef apareceu culpando o operador. Eu já vi isso antes.

  6. 07/06/2008 at 5:12 AM

    Não moro em São Paulo, porém pude perceber o impacto de tal acontecimento haja vista que muitos sites os quais sempre visito estiveram fora do ar. Fico a imaginar o local onde trabalho sem internet, que para nós é de vital importância, seria um caos total.

    A internet tem se incorporado à nossa vida de tal forma que existem hoje em dia modelos de negócios baseados única e exclusivamente em seu uso. Como ficam aqueles que perderam dinheiro nessa coisa toda? Indenizados? Com certeza não creio, a não ser que corram atrás do prejuízo. Porém pelo pouco que pude ler, parece que rolou uma ajudinha do governo na hora da desculpa e acredito que a Telefonica não irá se explicar corretamente por medo de uma avalanche judicial.

  7. Phill
    07/06/2008 at 6:57 AM

    That’s the problem old mate, people are much concern about daily job, instead certifications and growing on a professional way.

    That’s why new corporations prefer young minds instead big fat asses (no matter age, but the free thinking, if you know what I mean🙂

    Chears !

  8. Marcel
    07/07/2008 at 11:01 AM

    O Hélio é o ministro da TV Digital… hahahaha!!
    Num país de analfabetos quem é que vai ligar pra internet…??

  9. William Motta
    07/07/2008 at 4:40 PM

    Lembrei das suas aulas de segurança da informação em que tanto bateu neste assunto! Este é um ótimo exemplo da falta que faz um plano de contingência bem elaborado (ou pelo menos a existência do mesmo). Um abraço!

  10. 07/13/2008 at 3:16 PM

    Não quero ser miserável mas isso foi bom pra abrir os olhos das empresas. Redundância de link é essencial quando sua empresa sobrevive em cima da Internet! Imagine o quanto de dinheiro elas perderam por não ter uma outra saída pra rede?

  1. 07/05/2008 at 7:33 PM
  2. 07/07/2008 at 1:19 AM
  3. 04/09/2009 at 8:24 PM
  4. 11/11/2009 at 11:12 AM

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: